O preconceito não tem peso físico que possa ser contabilizado em uma balança, mas pesa bem mais que o corpo de um gordo.

O preconceito não tem sexualidade nem preferência por gênero, mas é tão violento quanto um estupro.

O preconceito não tem cor visível, mas com toda certeza é bem mais escuro que a pele de um negro.

O preconceito não tem preço ele é distribuído de graça, o preconceito é vivo e se move com rapidez de um lince, espalha-se como um vírus, impregna o mundo e permanece anônimo mesmo quando esta mostrando a cara.

Dê voz a sua luta, seja contra o preconceito seja ele em que seguimento social esteja, o peso do preconceito pode ser grande,

porem o peso da sua força é bem maior.(Milly Costa)

14 de fev de 2011

Hipotireoidismo


Foto: Google Imagens

Ronaldo Luís Nazário de Lima, o Fenômeno, anunciou esta tarde sua aposentadoria no futebol. Durante a coletiva de imprensa em que falou sobre o encerramento de sua carreira, disse que sofre de Hipotireoidismo, doença que tem como efeito colateral o ganho de peso. O jogador sofreu muito preconceito pelo fato de estar gordo. Até mesmo o ex-presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva deu uma declaração a respeito: “Acho o Ronaldo excepcional, mas ele tinha que ter parado de jogar há muito tempo. Tá gordo”*, disse Lula sobre a forma física do ex-jogador do Corinthians.
O foco deste texto não é o fato de Ronaldo ter parado de jogar futebol, e sim o fato de ele estar com um problema na tireóide, uma glândula que produz hormônios e tem como uma de suas principais funções a regulação do metabolismo. O Hipotireoidismo é mais comum do que se imagina, estudos revelam que cerca de cinco milhões de brasileiros sofrem da doença.
É bom lembrar que o Hipotireoidismo afeta a gordos e magros. O importante é que a doença é de fácil tratamento. Basta fazer a reposição dos hormônios que a glândula tireóide não consegue produzir que a vida siga seu curso normal, sem seqüelas. O problema do Fenômeno foi não poder tomar essa medicação, pelo fato de ser atleta e esse tipo de tratamento ser considerado dopping.
Para diagnosticar a doença basta notar se está tendo alguns dos sintomas a seguir:

- Cansaço;

- Aumento de Peso;

- Fadiga;

- Depressão;

- Pele ressecada;

- Unhas quebradiças;

- Fadiga;

- Colesterol elevado;

- Tornozelos e rosto inchados.

 Para confirmar o diagnóstico é interessante fazer um exame para medir o TSH (hormônio estimulador da tireóide). É bom lembrar que é necessário sempre o acompanhamento de um médico especializado em doenças da tireóide, no caso o endocrinologista.
Minha mãe sofre de Hipotireoidismo também e segue o tratamento numa boa, nunca teve nenhuma complicação. Ela vai sempre ao médico (aliás, ela é médica) e toma a levotiroxina todas as manhãs, sem ter efeito colateral nenhum.

*Essa frase foi retirada na íntegra da Revista Época desta semana.

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Já fiz vários testes e nunca tive, graças a Deus.
    Mas todo ano eu sempre faço para garantir.
    O importante é que tem tratamento.
    Um beijo

    www.souzaflaviana.blogspot.com
    www.dorcasplussize.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi flor tudo bem.
    é um absurdo as pessoas serem julgadas,apontadas ou criticadas por não estarem no peso "padrão",sem alar nos imúmeros preconceitos,é uma pena essa mente pequena impede a felicidade e crescimento de muitos:)

    Beijos e o seu blog tá lindo!

    ResponderExcluir
  3. http://ego.globo.com/Gente/Noticias/0,,MUL1647668-9798,00-MEDICO+DIZ+QUE+RONALDO+NAO+PODE+CREDITAR+O+GANHO+DE+PESO+AO+PROBLEMA+DE+TIR.html

    Desculpa do gordinho nao colou!

    ResponderExcluir
  4. É mais fácilcriticar do que conhecer a verdade. E vcs viram ontem no jornal que um médico disse que o hormonio do medicamento não era da lista de antidopes? Vai começar a palhaçada novamente em cima do rapaz.

    Oh país tupiniquim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho uma amiga que passou por isso e sofreu bastante...é triste pq não é só ganho de peso, é uma disfunção...

    ResponderExcluir
  6. tres interessant, merci

    ResponderExcluir
  7. Exatamente Raissa. O problema não é apenas o ganho de peso. As unhas ficam quebradiças, a pele fica ruim, tudo fica em desequilíbrio. E tem um dado que esqueci de colocar no texto, que é o fato de que as mulheres são mais afetadas pelo Hipotireoidismo do que os homens. É bom fazer exames periodicamente para descobrir cedo e tratar. Beijos a todos! Obrigada pelos comentários.

    ResponderExcluir

Bem vindo(a), obrigada pela visita !!!
Fique á vontade e não esqueça de seguir :)
Comentários são sempre bem vindos *-*

#WTFF??!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©