O preconceito não tem peso físico que possa ser contabilizado em uma balança, mas pesa bem mais que o corpo de um gordo.

O preconceito não tem sexualidade nem preferência por gênero, mas é tão violento quanto um estupro.

O preconceito não tem cor visível, mas com toda certeza é bem mais escuro que a pele de um negro.

O preconceito não tem preço ele é distribuído de graça, o preconceito é vivo e se move com rapidez de um lince, espalha-se como um vírus, impregna o mundo e permanece anônimo mesmo quando esta mostrando a cara.

Dê voz a sua luta, seja contra o preconceito seja ele em que seguimento social esteja, o peso do preconceito pode ser grande,

porem o peso da sua força é bem maior.(Milly Costa)

18 de mar de 2011

Bullyng em escola da Austrália termina mal

                                  

Acho que nem é preciso nenhum tipo de comentário, não é mesmo? As imagens falam por si só. Vocês imaginam quantos dias da vida escolar desse garoto gordo ele sofreu preconceito e chacota por parte dos colegas? Será por quanto tempo ele aguentou esse tipo de situação calado, sem revidar? Infelizmente é o preconceito agindo mais uma vez. Imagina como está o psicológico desse garoto? Ele virou chacota mundial depois de ter esse vídeo publicado no Youtube. Esperamos que ele tenha o apoio da família e acompanhamento psicológico. E que sirva de exemplo para que esse tipo de situação pare de acontecer.


DIGA NÃO AO PRECONCEITO EM SUAS MAIS VARIADAS FORMAS!

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Pode ter certeza que mesmo que tenha sido uma semana , infelizmente foi mais que merecido!
    Não sou a favor da violencia, nem mesmo da vingança...mas quem é gordo sabe o que é sofrer de mãos atadas !

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Exatamente. A sensação é de que esse menino não aguentava mais aquela situação. E já que conversar não estava funcionando mais...

    ResponderExcluir
  4. O que dá pra ver é exatamente isso ...um cansaço excessivo por ser massacrado por tanta pressão e preconceito.Concordo com a Nana errado por ser violento esta,mas se defendeu não é ?

    ResponderExcluir
  5. O que me deixou chocada com esse vídeo foi a violência, de ambas as partes...Infelizmente, a vítima não tinha outra opção...Espero que o tal menino metido a "engraçadinho", aprenda a lição. Outro dia vi um vídeo em que a mãe dele falava num programa de tv, dizendo que o filho teve o que mereceu...Quem não aprende em casa, a vida se encarrega de ensinar...

    ResponderExcluir
  6. Nossa Tati, depois manda pra gente o link desse vídeo? Essa mãe tem super razão. Infelizmente existem pessoas que insistem em não aprender. Mas a vida ensina. Ô se ensina...

    ResponderExcluir
  7. A VIDA traz pra gente tudo que falta e como falam sempre a lei do homem é a mais falha possivel mas a de Deus tarde mas não falha e na vida temos a lei do COLHA O QUE PLANTOU e infelizmente mtas pessoas vão se machucar ainda !!!

    ResponderExcluir
  8. Complicado...acho que o que está faltando é a intervenção da família.
    Está na hora dos pais em paralelo com a escola educar e ensinar os princípios mínimos para o respeito.
    E a famosa lei do que se faz aqui...aqui se paga.
    Se não ensinarmos aos nossos filhos, o resultado será esse...de um lado uma criança sofrendo e de outro uma criança querendo desforrar no amigo aquilo que vê em casa.
    Parabéns pela abordagem.
    Bjosssss

    ResponderExcluir

Bem vindo(a), obrigada pela visita !!!
Fique á vontade e não esqueça de seguir :)
Comentários são sempre bem vindos *-*

#WTFF??!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©