O preconceito não tem peso físico que possa ser contabilizado em uma balança, mas pesa bem mais que o corpo de um gordo.

O preconceito não tem sexualidade nem preferência por gênero, mas é tão violento quanto um estupro.

O preconceito não tem cor visível, mas com toda certeza é bem mais escuro que a pele de um negro.

O preconceito não tem preço ele é distribuído de graça, o preconceito é vivo e se move com rapidez de um lince, espalha-se como um vírus, impregna o mundo e permanece anônimo mesmo quando esta mostrando a cara.

Dê voz a sua luta, seja contra o preconceito seja ele em que seguimento social esteja, o peso do preconceito pode ser grande,

porem o peso da sua força é bem maior.(Milly Costa)

22 de nov de 2011

Aluno filma com celular professor praticando bullying


Julio Artuz, um garoto de 15 anos portador de necessidades especiais, filmou com o celular um de seus professores praticando bullying contra ele. No vídeo, seu professor o chama de “retardado”, e trava uma discussão com o aluno durante alguns minutos da aula. O vídeo foi entregue ao Conselho de Educação do condado de Gloucester, Nova Jersey, EUA, que suspendeu imediatamente o professor.
De acordo com uma reportagem realizada pelo ABC News sobre o caso, o garoto já tinha avisado o seu pai sobre as atitudes nada educadas de seu professor. No entanto, o pai desacreditou do menino de uma forma tão cética que pediu para ele oferecer provas disso. E foi o que Artuz fez.
"Os professores devem educar os alunos e construir sua autoestima, e não colocá-los para baixo. Você não pode gritar com eles... Não pode degradá-los e ameaçá-los", disse Joyce McCormick-Artuz, a mãe do garoto, durante uma entrevista.
Steven Roth, o professor, viu o vídeo na presença da mãe do garoto e o diretor da escola. Na ocasião ele disse que havia tido uma “manhã ruim com a sua esposa”. O professor foi apenas suspenso por tempo indeterminado, mas com remuneração, enquanto os pais do jovem lutam contra o conselho escolar para demiti-lo.



 Meu pitaco: É um absurdo isso que aconteceu com o garoto Julio. O professor precisa ser punido pelo que fez. O menino é um exemplo de perseverança! E vocês? O que acharam da notícia?

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Aff...

    Ai eu me pergunto e lhes pergunto: em que mundo estamos??
    A mãe do garoto disse tudo!
    Professores tem que educar, construir caráter, não, destruir a confiança deles...

    Tinha que ser demitido sim e queimado em todos os lugares possíveis para aprender!

    Dia ruim com a esposa? Os problemas de ordem pessoal devem ficar fora disso.

    Ótimo post Rê!!

    ResponderExcluir
  2. precisamos de mais Júlio´s na nossa sociedade, de mais OUSADIA, de mais CAráter, de mais perseverança...

    Parabéns Nana pelo post...

    Bjúx da geisha plus Karina Abe
    www.glamourosasplus.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Sem Palavras, isso é um Absurdo...Até quando????

    ResponderExcluir
  4. é vergonhoso esse tipo de atitude né Rê, sabemos que na maioria das escolas os alunos são verdadeiros mosntrinhos, mas criança com necessidades especiais merecem mais atenção e infelizmente não é todo professor que é capacitado a isso então são N fatores pra esse tipo de ocorrencia o que é mto triste!

    http://meninacajuina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eita nois achei que era só aqui no Brasil,meu DEus aonde vai parar,que Deus abençoe que tdo iso mude um dia,alias para mudar temos que dar um grito de liberdade,e começar a colocar a cara para bater pq se não cada dia piorara..
    Mais tenho fé e creio na Lei de Deus...
    Bjão Re adoro vc amiga, alias bjos a tdas que compõe o blog!!

    ResponderExcluir
  6. é incrivel o que o celular pode fazer !
    e acredito que esse é um dos problemas que faz com que as escolas não aceitem o aparelho
    ele pode provar algo contra os 'maiores'

    Bitokitas
    http://esprasempre.blogspot.com/
    http://ninguemtasca.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. É o que eu sempre digo pela experiência que tive como Pedagoga. O educador precisa fazer a parte dele de ser auxiliador da educação, mas a família precisa estar atenta aos sinais que seus filhos dão.
    O professor está ERRADÍSSIMO E DEVE SER PUNIDO, mas os pais, principalmente de filhos especiais, precisam estar atentos e cobrarem os direitos de seus filhos, até que os mesmos cheguem a maior idade.
    Beijossss

    ResponderExcluir

Bem vindo(a), obrigada pela visita !!!
Fique á vontade e não esqueça de seguir :)
Comentários são sempre bem vindos *-*

#WTFF??!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©