O preconceito não tem peso físico que possa ser contabilizado em uma balança, mas pesa bem mais que o corpo de um gordo.

O preconceito não tem sexualidade nem preferência por gênero, mas é tão violento quanto um estupro.

O preconceito não tem cor visível, mas com toda certeza é bem mais escuro que a pele de um negro.

O preconceito não tem preço ele é distribuído de graça, o preconceito é vivo e se move com rapidez de um lince, espalha-se como um vírus, impregna o mundo e permanece anônimo mesmo quando esta mostrando a cara.

Dê voz a sua luta, seja contra o preconceito seja ele em que seguimento social esteja, o peso do preconceito pode ser grande,

porem o peso da sua força é bem maior.(Milly Costa)

30 de dez de 2011

Ano Novo Verdadeiramente Novo



O Peso do Preconceito, esse ano de 2011, conquistou novos, leitores, novos admiradores, novos amigos, pessoas de opinião que colaboram com a idéia de que precisamos fazer do mundo um lugar mas interessante e justo de se viver. È por isso que desejamos a todos um 2012 além de feliz e além de cheio de conquistas comuns em nosso dia a dia, desejamos um ano novo repleto de:

Justiça, de Educação, de Direitos Assistidos, de Direito a Hospitais, Direito a Casamento Gay, Direito de Mulher receber igual aos Homens, Direitos dos Negros não serem tratados como inferiores, Direito do Gordo ser Gordo sem sofrer retaliação por isso, Direito de Que As Pessoas Possam Caminhar Livres Pelas Ruas sem ter que prestar Satisfação Aos Demais, Desejamos em 2012 Dignidade a Pessoa Humana.   

Para todos os nosso queridos companheiros de Blog um 2012 de Preconceito bem menos Pesado, já que não demos deixa-lo Zerado    

Em Nome da Equipe do Peso do Preconceito
Milly Costa

26 de dez de 2011

Defenda Quem Precisa Ser Defendido


Olá pessoas queridas que freqüentam o Peso, vim aqui dizer que estamos paradinhos já a um tempo, mas não estamos suspendendo as postagens, por motivos de um serviço de internet ruim, eu Milly precisei ficar fora por um tempo. Já nossa querida Nana Pinho vai ficar fora por mais um tempinho, infelizmente a avó dela de 93 anos está precisando de cuidados por ter se acidentado, e nossa amiga precisa dedicar seu tempo para cuidar desse anjo.  Então peço paciência e compreensão de todos, caso as postagens demorem, não iremos deixar de postar e nem abandonar o espaço, estaremos sempre firmes e fortes com vocês.

O texto de hoje não tem nada haver com preconceito e sim com a maldade humana, como o blog é um lugar politizado, para debater temas sociais podemos tratar de tudo que possa ajudar na evolução de quem quer evoluir.

Como disse a maldade humana agora não tem nome, e depois da divulgação do vídeo da enfermeira espancado o cachorrinho vi muita gente se revoltar assim como eu, porem vi muita gente achar que é besteira, que ela só estava com raiva, que foi o momento então quer dizer que pela raiva e pelo momento esse tipo de atitude tem justificativa? Por ser um animal é justificável como muitos disseram é só um cachorro para que toda essa mídia.

Então por ser um cachorro é permitido que ela aja com violência, mas se fosse uma criança ou um velho seria ruim, ou seria normal também? Por que no meu ver o que esta se tratando é de um ser indefesso sendo agredido por uma lunática, e quem não pode se defender precisa que uma força maior faça isso por eles.

È por isso que existem os estatutos dos animais, para que pessoa desequilibradas como essa pague por suas atrocidades, agora o que eu não consigo aceitar é as pessoas acharem normal ela espancar o bichinho pela raiva do momento. Isso é maldade pura, limpa e simples maldade. Hoje é com o cachorro, amanhã com o filho, no dia seguinte com alguém que passa na rua. E então vai continuar sendo normal?

Ainda é possível ver os traços da barbaria nos seres humanos que se acham os mais evoluídos de todos os tempos, o homem do século XXI conseguiu  prever tornados, transplantar face, criar um clone, mas não conseguiu dominar o instinto primitivo da violência gratuita. Onde será que encontraremos um motivo para uma pessoa agir de forma perversa e ainda encontrar apoio?

O que podemos fazer para mostrar para as pessoas que um animal é um ser vivo que sente dor, que se fere e sangra como todos os seres vivos,  quando se agride um outro ser humano ganha-se o status de criminoso,mas se agride um animal é tachado como louco, e na maioria dos casos fica por isso mesmo. Não da em nada e nem vai dar ninguém tem a coragem de denunciar, por que quase ninguém chega a sentir um incomodo grande para se pré-dispor a fazer uma denuncia.

È esse quadro que precisamos mudar, precisamos em nome de uma sociedade mais educada, mais justa, mais viva, mais humana, uma sociedade que se importa com a dor alheia mesmo que essa dor seja de um animal, afinal de contas é um ser vivo assim como nós. 

Visitem meu blog A Gorda Revolucionaria
Bjo da Gorda

14 de dez de 2011

INTOLERÂNCIA RELIGIOSA



"Preconceito religioso é um termo que descreve a atitude mental caracterizada pela falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar as diferenças ou crenças religiosos de terceiros. Poderá ter origem nas próprias crenças religiosas de alguém ou ser motivada pela intolerância contra as crenças e as práticas religiosas de outrem. A intolerância religiosa pode resultar em perseguição religiosa e ambas têm sido comuns através da história. A maioria dos grupos religiosos já passou por tal situação numa época ou em outra." [Arquivo E]

Natal é uma época onde a discórdia religiosa se acentua,pois nossas crenças, cultura e religião se diferem demais, então devemos nos policiar, respeitando assim a escolha do próximo.
O preconceito, independente de qualquer natureza deve ser inaceitável, ainda mais na religião, cada um tem o direito de crer no que quiser desde que não ofenda nem ameace a integridade dos outros!!!

6 de dez de 2011

É tempo de recomeçar



Foto: Google Imagens

O fim do ano está chegando. É tempo de parar, olhar pra trás para analisar o ano que passou. Você fez promessas? Cumpriu tudo o que prometeu? Aprendeu muitas coisas? Chorou e sorriu? Quer saber? Se eu fosse você não perderia tempo fazendo promessas para o ano de 2012! Sabe qual foi a única promessa que fiz para 2011? Ser feliz, independente de qualquer coisa! E deu certo!  
A proximidade do Natal me faz refletir sobre a vida e as mudanças que aconteceram durante o ano todo. E percebi que a resolução para 2011 foi a melhor coisa que fiz! Porque consegui aproveitar melhor o ano! Namorei bastante! Viajei! Fiz muitas amizades! Aproveitei muito a minha família. Voltei a estudar, porque conhecimento nunca é demais. Sorri muito mais do que chorei! Percebi mais do que nunca que o melhor caminho para a felicidade é se aceitar, independente de qualquer coisa! Aprendi que reclamar não me levaria a lugar nenhum. A vida é tão bonita para virar um muro de lamentações!
Vi muita gente nas redes sociais pedindo para que 2011 termine logo e que 2012 seja um ano melhor. Isso só vai depender de você! Não culpe a vida pelo que acontece de ruim. Tente entender os fatos e recomeçar! Recomeço: essa é a palavra! Levanta, sacode a poeira e siga em frente! O MUNDO É DOS OTIMISTAS!
Então é isso, pessoal! Beijos e ótima terça a todos!! Freneticidade sempre!

#WTFF??!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©