O preconceito não tem peso físico que possa ser contabilizado em uma balança, mas pesa bem mais que o corpo de um gordo.

O preconceito não tem sexualidade nem preferência por gênero, mas é tão violento quanto um estupro.

O preconceito não tem cor visível, mas com toda certeza é bem mais escuro que a pele de um negro.

O preconceito não tem preço ele é distribuído de graça, o preconceito é vivo e se move com rapidez de um lince, espalha-se como um vírus, impregna o mundo e permanece anônimo mesmo quando esta mostrando a cara.

Dê voz a sua luta, seja contra o preconceito seja ele em que seguimento social esteja, o peso do preconceito pode ser grande,

porem o peso da sua força é bem maior.(Milly Costa)

15 de abr de 2014

A Merda que Fede na Sociedade Também é Culpa Sua

Conheça os g0ys ou melhor nem se dê ou trabalho 
Para entender o texto a baixo vai ter que dar uma lida na matéria antes  Clica Aqui 

Tenho medo de gente que tem medo, tenho medo de gente enrustida, tenho medo de gente recalcada, de gente que não sabe ser e transporta seus problemas para os outros. O meu grande problema é que o mundo está lotado desse tipo de gente.

Acabei de ler essa matéria ai de cima e tive um surto de medo ( isso me faz ter medo de mim), não daquele medo que paralisa, mas daquele medo que te faz pensar no futuro, vejo que cada dia mais as pessoas estão ficando retraídas e com uma obrigação de se limitar tão grande que no lugar da tão falada sociedade plural e abrangente que aceita a tudo e a todos (que de fato nunca existiu) se criou a regra do grupo auto excluído o que pra mim é algo do tipo não consigo lidar com minhas frustrações então vou  criar um espaço onde eu mascaro a realidade e finjo que sou novidade assim posso juntar pessoas com os mesmo problemas sociais e de auto aceitação que eu e juntos montamos  um lugar onde nós sabemos o que podemos fazer e os outros acham que não estamos fazendo nada de errado. (enlouquecer cabe mais).

Olha se tem uma maneira maior de mentir pra se mesmo eu não conheço, o mundo é uma merda porque as pessoas são merdas e não porque o governo é merda ou a sociedade é merda, afinal de contas quem é o governo e quem é a sociedade que não nós, que não pessoas como eu e você, só que muito, mas muito infelizmente mesmo, a maioria só sabe ser merda, e uma parcela quase que insignificante gostaria de ser algo menos fétido.

Um cara desses com a cabeça tão imunda que consegue criar um grupo desse nível deve ter passado a vida toda com o cu latejando de vontade de dar ao primeiro da esquina, mas se sentiu tão infeliz com essa realidade, se sentiu tão infeliz em não ser aceito, tão infeliz em ter seus direitos negados, tão infeliz em pensar que alguém o apontaria na rua, tão infeliz em poder ser espancado só por que caminhava de mãos dadas, tão infeliz de ter que passar por privação sexual pra poder doar sangue, se sentiu tão infeliz por imaginar que tem lugares que condenam gays a pena de morte, esse cara se sentiu tão infeliz em saber que ser gay é considerado doenças por muitas pessoas até mesmo pelas pessoas de sua família. Que pirou e virou esse lixo humano a ponto de criar uma sub sociedade dessas

Mas a culpa desse clube ai existir não é desse cara ou desses caras que participam desse grupo que se auto exclui a culpa de coisas assim acontecerem é nossa, é de cada uma dessas merdas que se dizem pessoas e se julgam tão bons que não conseguem aceitar que nessa droga de mundo se ama a qualquer um ser vivo independente de qualquer traço de gênero ou raça e quando se nega o direito de amar ao homem, se nega mais que um simples par romântico, se nega uma vida sem medos e sem monstros imaginários que te engolem só por você não seguir um ritmo que seria possivelmente comum, negaram a esses caras o direito de ser algo mais que apenas merda.

Um Abraço da Gorda Milly Costa


12 de abr de 2014

Melanie Gaydos e a displasia ectodérmica





Sem cabelos e dentes, modelo com doença genética vai contra os padrões de beleza.

Melanie Gaydos tem displasia ectodérmica, que afeta também os ossos.


Melanie Gaydos nem poderia imaginar, mas seu trabalho está ajudando a colocar em pauta de discussão os padrões de beleza. Se antes ela sofria com o preconceito, hoje, busca levar a beleza além das roupas nos 
ensaios em que participa


sua doença não foi empecilho para que ela entrasse em contato com um fotógrafo que admirava muito e aceitasse o seu convite para
participar de um ensaio


A mudança na vida dela aconteceu quando ela se mudou para Nova York

Depois das primeiras poses, a modelo não parou mais e já fotografou em Nova York, Los Angeles, Berlim e Madri




Na página no Facebook de Melanie é possível ter acesso a alguns 
de seus trabalhos



fonte : R7

11 de abr de 2014

Apoio Emocional : Lencinho com Carinho




É difícil alguém estar realmente preparado para o diagnóstico de câncer. Quando isso acontece a primeira atitude é de negação. Normalmente as pessoas custam muito a acreditar que aquele diagnóstico, culturalmente muito temido, esteja acontecendo exatamente com elas. Muito freqüentemente as pessoas duvidam que estejam lhes dizendo a verdade. É um momento de grande angústia, sensação de vazio e abandono, onde a introspecção proporciona uma revisão nos valores e na vida em geral, onde afloram lembranças de pessoas queridas ou conhecidas que, muito possivelmente serão deixadas para trás.

Posteriormente surge o medo, medo de morrer, de deixar pessoas queridas, de abandonar projetos futuros. Há uma forte angústia diante da possibilidade da dependência dos outros, do sofrimento futuro, quer pela doença, quer pelas conseqüências do tratamento. Mas todos esses sentimentos devem ser reavaliado ou orientado por profissionais para minimizar os efeitos do preconceitos sobre as emoções.

E nesse caso sabemos que o amor, carinho, atenção também são remédios.O apoio emocional e os cuidados com os pacientes com câncer são fatores essenciais para sua recuperação. Durante o tratamento, o que eles mais precisam é de solidariedade. 
Mas ajuda de amigos e familiares é fundamental em todos os momentos, um ato de amor vale muito.

Quero apresentar pra vocês a página LENCINHO COM CARINHO. Esta página está direcionada a um protejo de confecção de lenços para mulheres e meninas que enfrentam o tratamento de quimioterapia. É uma page daqui de Ribeirão Preto.

A página foi montada pelas queridas e abençoadas Adriana Turrini e Elaine Menezes Machado que no momento ainda está em fase de tratamento contra o câncer. 
Para ajudar as pessoas doam pra elas lenços , tecidos, acessórios, enfeites, miçangas para que confeccionem os ' lencinhos com carinho' que depois de embalados são enviados para os hospitais que tratam de mulheres que enfrentam esta doença.

Peço então que curtam essa page, compartilhem e ajudem também ...

E tem mais !

O salão Grazy Cunha Cabelo & Cia,também daqui de RP,  ofereceu a Lencinho com Carinho,  fazer cortes de cabelo a quem deseja doar. É só ligar e agendar uma hora, as terça feiras, assim, fica instituído o dia do corte solidário. Ela cobrará apenas uma taxa simbólica de R$ 10,00 pq todas que cortarem lá para doação, que ainda sairão com o cabelo escovado....
Não é demais?!!!!!

#WTFF??!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©