O preconceito não tem peso físico que possa ser contabilizado em uma balança, mas pesa bem mais que o corpo de um gordo.

O preconceito não tem sexualidade nem preferência por gênero, mas é tão violento quanto um estupro.

O preconceito não tem cor visível, mas com toda certeza é bem mais escuro que a pele de um negro.

O preconceito não tem preço ele é distribuído de graça, o preconceito é vivo e se move com rapidez de um lince, espalha-se como um vírus, impregna o mundo e permanece anônimo mesmo quando esta mostrando a cara.

Dê voz a sua luta, seja contra o preconceito seja ele em que seguimento social esteja, o peso do preconceito pode ser grande,

porem o peso da sua força é bem maior.(Milly Costa)

9 de out de 2013

Informação que afasta o preconceito

Ilustrativa



Informação online sobre câncer de mama. Sites disponibilizam informações sobre prevenção, principais causas, diagnóstico, tratamentos e até os direitos dos pacientes da doença


1. INCA

O site do Instituto Nacional de Câncer indica como prevenir o câncer de mama e desestimula o autoexame das mamas como método isolado de detecção precoce da doença.


2. MULHER CONSCIENTE

O site traz informações que vão desde dicas de diagnóstico precoce até direitos do paciente, passando por efeitos adversos da quimioterapia e o papel da família no tratamento.


3. MINHA VIDA

O site disponibiliza informações sobre causas, sintomas, diagnósticos e exames, tratamentos e cuidados, prevenção e dicas de como conviver com o câncer de mama. 


4. DRAUZIO VARELA

Nesta seção do site do médico Dráuzio Varela, ele entrevista Sérgio Simon, médico oncologista que trabalha no hospital Albert Einstein (SP), sobre tratamentos de câncer de mama.


5. ABC DA SAÚDE

O conteúdo está dividido nos tópicos: ‘Como são as mamas’; ‘Os tipos de câncer de mama’; ‘Fatores de risco’; ‘Sintomas’; ‘Como se faz o diagnóstico’; ‘Tratamento’; e ‘Detecção precoce’.


6. TUA SAÚDE

Este link dá acesso a uma relação de 12 sintomas de câncer de mama apontados pela ginecologista Sheila Sedicias. A página traz ainda links para outras artigos sobre o assunto.

8 de out de 2013

Câncer de mama e o preconceito dos homens

Ilustrativa



Dos 400 homens ouvidos pela pesquisa do Data Popular, 38% consideram que o diagnóstico de câncer de mama pode acabar com um relacionamento e 75% acham que a doença acaba com a vaidade de qualquer mulher. Essa notícia você pode acompanhar no  portal de notícias de Goiás — DM.com.br.

O levantamento também põe em xeque a participação do homem no estímulo à prevenção do câncer de mama: 36% não citam a mamografia ou o raio X de mama como exames importantes a serem realizados pela mulher com regularidade. Outro achado é que 45% nunca estimularam ir com elas ao ginecologista ou fazer exames ginecológicos . Dos que têm contato com a mãe, 55% também não desempenharam esse papel em relação a ela. 

A mastologista Maira Caleffi, da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), conta que a maioria dos homens tem muita dificuldade de comparecer às consultas com a companheira no início. 

7 de out de 2013

A ilusão de curtir e ser curtido



Ultimamente me deprime entrar no facebook, não tenho que curtir tudo, só porque você me curte, ainda mais quando você esta fazendo isso a troco de algum "premio"

Encucada com esse tema, corri para o google e procurei algo que me ajudasse a lidar com isso, eis que acho um site, o BAGUETE que traz um post sobre tudo isso.

Então li, re-li, e resolvi destacar  :

Curtir e compartilhar são iscas. Ninguém está muito interessado nisso, não. As pessoas querem ser curtidas e compartilhadas. E querem desabafar, mostrar seu engajamento, que são inteligentes e divertidas, querem de repente só mostrar a foto do Guaraná Minuano de sua infância ou que não acordou de bom humor naquele dia. As pessoas estão interessadas nelas próprias. E se você acha realmente que rede social é relacionamento, você não está fazendo isso certo.  

Relacionamento dá trabalho, muito trabalho. Você tem que dar retorno, você tem que fazer primeiro para receber depois, senão o ouvinte recolhe as trouxinhas e vai embora. Tem que se interessar pelo que o outro está fazendo.  É fazer amigos e influenciar pessoas. Tem livro escrito sobre isso desde 1949.  

A maioria das pessoas (e isso não é um juízo de valor) curte e compartilha para ser curtido e compartilhado. Posta pensando em si. Simples assim. O que acontece é que isso acaba virando uma festa de bêbados, depois das 3 da manhã. Fica todo mundo tentando falar mais alto do que o outro e ninguém mais escuta ninguém. Percamos a ilusão de que teremos dezenas, centenas de pessoas curtindo, compartilhando, esperando desesperadamente só por um post nosso ou por mais uma promoção.

Então me peguei pensado muito mais no assunto e vi que sou dessas, tenho fanpages, quero divulgar meus blogs, mas não forço ninguem a curtir e compartilhar meus links e posts, nunca prometi nada por esse ato e ainda sofro preconceito por ter seguidores, curtidas e amigos.Mundo complexo, pessoas mais, e nem quero tentar entender essas coisas.Mas ainda estou #confusa 


Visitem o BAGUETE !!!

1 de out de 2013

#OutubroRosa: mês será marcado por conscientização do câncer de mama




Cada ano vem aumentando a adesão ao movimento mundial "Outubro Rosa", que visa chamar atenção, diretamente, para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce.

O nome Outubro Rosa remete à cor do laço que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas, e instituições públicas.


Iniciado na década de 90, nos Estados Unidos, vários Estados tinham ações isoladas de realizações de mamografia e de detecção do câncer de mama no mês de outubro.

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.


A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em em torno de tão nobre causa. Isso faz que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

Fonte : Outubro Rosa Org / R7


Fazer o auto exame e a mamografia é um ato de amor ! Mulher, previna-se contra o câncer de mama.

#WTFF??!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©